PSD Suspende a Democracia em Arcos de Valdevez

iuFoi um dia triste, o de ontem, em Arcos de Valdevez. Deve ser recordado, só para não se repetir!

Um vereador, eleito pelo PSD, agrediu um presidente de um junta, eleito pelo PS, porque não gostou das acusações feitas.

A história é simples de contar:

O Presidente da Junta de Távora (Santa Maria e São Vicente), questionou o presidente da Câmara se estava ao corrente da constituição de uma SAD, no Clube Atlético dos Arcos e se iria continuar a dar subsídios a essa entidade, que seria privada. Nesta questão, referiu que o Vereador Olegário Gonçalves estaria ao corrente destas movimentações.

Durante a votação das moções apresentadas pelo mesmo Presidente da Junta, o mesmo pediu o direito de justificar o voto e voltou a reiterar o que antes tinha dito. na 3ª votação, o Vereador Olegário Gonçalves abandona o seu lugar, sobe a lateral do auditório e, ao passar junto do referido Presidente da Junta, ameaça-o fisicamente. Este, pede a palavra e dirige-se ao púlpito, onde declara que acaba de ser ameaçado de agressão pelo Sr. Vereador.

O Vereador, volta para trás, dirige-se ao palco do auditório em tom ameaçador e, perante a estupefação de toda a gente, que nem estava a acreditar no que via, dirige-se para o Presidente da Junta. É nesta altura que todos nos apercebemos da real intenção do Vereador em agredir e alguns deputados municipais e vereadores, que se encontravam mais perto, conseguem impedir maior violência. Mas, não deixou de chegar a vias de facto, tendo mesmo concretizado a agressão.

Perante isto, o Presidente da Mesa suspendeu a Assembleia por 5 minutos. O Grupo Municipal do CDS-PP considerou que não havia as condições mínimas de decência para continuar a Assembleia e, quando o Sr. Presidente da Mesa retomou os trabalhos ao fim dos 5 minutos de suspensão, ausentou-se da Assembleia Municipal. De seguida, também o PS e a CDU-PEV abandonaram o auditório.

A reunião prosseguiu apenas com os deputados municipais do PSD e alguns independentes.

Em democracia, e num órgão autárquico que tem como objectivo fiscalizar o executivo municipal, é impensável que haja coação por parte de quem governa sobre quem quer fiscalizar. Quando são feitas acusações infundadas, e não sei se é o que se passa neste caso, há a figura de defesa da honra que todos podem invocar e, como em qualquer situação, há a possibilidade de actuar civil e criminalmente sobre quem faz acusações que põe em causa a nossa honorabilidade.

Não é solução partir para a agressão quando não gostamos do que ouvimos. O PSD, ao ter continuado a Assembleia Municipal, tentou branquear a situação. Ao não terem tomado uma posição firme, associaram-se à agressão. Relembro que no Grupo Municipal do PSD, está uma Deputada da Assembleia da República.., que tinha a obrigação de ter outra atitude!

Infelizmente, este não é mais que o corolário da coação que se verifica em Arcos de Valdevez e que tem levado a que alguns se julguem donos disto tudo e sintam que nada lhes acontece, num clima de impunidade típico de paises do 3º mundo!

Álvaro Amorim

Anúncios

One thought on “PSD Suspende a Democracia em Arcos de Valdevez

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s