As Amizades na Política

1349747Ao longo dos 4 anos que estive na Assembleia Municipal, procurei sempre nas minhas intervenções, e isso também aconteceu com os restantes elementos do CDS Arcos, questionar opções políticas e nunca pessoas.

Serve esta introdução para deixar uma reflexão sobre algumas intervenções nas Assembleias Municipais deste mandato, e dizem que nos anteriores ainda foi pior, em que na minha opinião se ultrapassava os limites do que é eticamente aceitável.

Para mim, a política não justifica tudo, muito menos os insultos, insinuações ou o quer que seja que ponha em causa a honradez das pessoas. E, por vezes, esses limites parece-me que foram ultrapassados.

Mas, o que mais me choca é que, os diferentes intervenientes que se envolviam nestas acaloradas, por vezes menos correctas intervenções, acabavam sempre por dizer que eram grandes amigos e, que afinal, tudo aquilo que era dito não passava de discussão política e era esquecida mal acabava a reunião da Assembleia Municipal. Algumas coisas que foram ditas, eu sou incapaz de as dizer dos meus adversários, muito menos dos meus amigos, mesmo que adversários.

Estes episódios, fazem-me lembrar aquilo que muitos de nós dizemos relativamente aos deputados na Assembleia da República: Insultam-se durante os debates, o que lá, também infelizmente, é muito frequente e no fim vão todos confraternizar como grandes amigos!

Não posso dizer que tenha muitos amigos dentro dos elementos da Assembleia Municipal, no sentido que eu considero de amigo. Mas não é por isso que não os respeito a todos e deixo de cumprimentar sempre que me cruzo com eles e os reconheço. E não é por isso que alguma vez tenha faltado ao respeito a alguém e o tenha insultado.

Para mim, e para os meus colegas no CDS, a Assembleia Municipal é um órgão fundamental na autarquia, aliás, consideramos que é o órgão autárquico máximo como referiu o Sr. Presidente da Assembleia, no discurso de balanço do mandato. Consideramos por isso, que é o local onde se discutem políticas e dessa forma se procura definir o rumo para o concelho. Assim, é essencial que, amigos, conhecidos ou simplesmente adversários, cada um que seja eleito no dia 29 de Setembro, contribua para a elevação da Assembleia Magna de Arcos de Valdevez!

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s