A isenção da imprensa arcuense

NAQuando ao ler uma notícia num órgão de informação verificamos uma  clara falta de rigor ao que se passou na realidade ou se trata de incompetência ou falta de isenção em relatar o sucedido.

Como leitor assíduo do Notícias dos Arcos, parece-me que mais que incompetência, é mesmo falta de isenção.

Vem isto a propósito da cobertura noticiosa realizada por este semanário arcuense da última Assembleia Municipal.

Na notícia sobre a proposta da redução da taxa de IMI, o jornal refere que foi o PS que apresentou a proposta para redução da taxa para 0,3% e que o CDS acompanhou. O autor esqueceu-se de referir que foi o CDS-PP o primeiro que interveio na discussão e que apresentou uma proposta completa, com as taxas todas. O PS, que falou a seguir, fez a proposta oralmente e, quando o Sr. Presidente da Mesa da Assembleia Municipal lhe pediu o documento, o orador disse que ainda a ia escrever… A CDU, que  deveria ser o 1º a intervir foi o último também a propor a redução da taxa do IMI. Assim, fica claro que foi o CDS-PP que, como sempre fez, defendeu sem constrangimentos a diminuição do IMI.

É que quem lê a notícia pode interpretar que o CDS-PP foi a reboque do PS, o que nunca se verificou, porque nós defendemos a taxa mínima desde a 1ª Assembleia onde participamos, ao contrário do PS e do PSD.

Aliás, ainda neste ponto, o que mostra como o CDS-PP leva estas questões a sério, foi votada e aprovada por unanimidade uma recomendação a entregar às autoridades competentes, no sentido de haver uma revisão do preço por metro quadrado na avaliação dos imóveis. O referido jornal, talvez por ser proposta nossa e não poder colar outras forças partidárias à mesma, esqueceu-se de a referir na na notícia. É que, também essa medida poderia ser importante para a redução do IMI pago pelos arcuenses.

Mas, o Notícias dos Arcos esqueceu-se também de noticiar o ponto sobre os compromissos plurianuais. Talvez por apenas nós não querermos dar carta branca aos executivos municipais, em obras até 600 000€, interessasse esconder.

Infelizmente, e já não é a 1ª vez que o escrevo e que tenho que corrigir incorreções ou inverdades do Notícias dos Arcos, a imprensa arcuense não é isenta. Não digo que seja por incompetência, porque artigos há, em que são suficientemente objectivos e minimamente rigorosos. Mas, sucede que, reunião após reunião da Assembleia Municipal, torna-se necessário corrigir erros sobre as posições do CDS-PP no órgão máximo autárquico. Não queremos ser tratados de forma especial, apenas queremos rigor e verdade nas notícias.

AA

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s