As novas juntas de freguesia

Depois de a Câmara Municipal, com o apoio do PSD, PS, CDU e actuais Presidentes de Junta, ter impedido Arcos de Valdevez apresentar uma proposta que fosse vantajosa para o concelho, como tanto se esforçou o CDS, começam a aparecer as notícias sobre o trabalho da Comissão Técnica. O JN e o Notícias dos Arcos apresentam o novo mapa das juntas de freguesia apresentado sob proposta da referida comissão técnica.

Num processo em que se deveriam ter envolvido as populações e ter procurado as melhores soluções, juntando as juntas das freguesias com mais afinidade e cujo território tivesse maior continuidade, passou-se essa responsabilidade para quem não

Naturalmente, uma equipa em Lisboa, com elementos que provavelmente nunca vieram a Arcos de Valdevez, faz o melhor que pode, mas não o melhor para nós. Por isso, vemos a junção de freguesias cujos conflitos, entre pelo menos parte da parte da população são conhecidos, de freguesias quase sem continuidade de território.

O exemplo mais bizarro desta anomalia territorial é a junção de Monte Redondo com Guilhadezes e Santar, quase que rodeando Tabaçô e Souto. Sabe-se que existem muitas mais afinidades entre Tabaçô e Santar do que qualquer uma das outras duas junções! Mas quem podia saber… as populações locais e não a unidade técnica. Não me pronuncio sobre as outras, porque quem se deveria pronunciar é quem lá vive.

Pelo meio houve algumas sortudas, que não foram unidas. Alguns presidentes devem estar a pular de contentamento e dizer: valeu a pena, pela minha freguesia! Esquecem-se todos que estamos num município único e que podiam ter evitado a fusão de mais 3 ou 4 freguesias e ganhar uns milhares de euros extra. Esquecem-se os deputados do PSD, PS e CDU que foram eleitos por todos. Esquecem-se muitos eleitos que o fazem para servir o povo e não os interesses de circunstância.

A decisão está tomada, havemos de tomar conhecimento, na Assembleia Municipal, poderemos votar contra, mas não há nada a fazer…

Aqui fica a lista das junções e das juntas freguesias e das que não sofreram alteração (fonte: Notícias dos Arcos):

– União das freguesias de Arcos de Valdevez (São Paio), Paçô e Giela;

– União das freguesias de Arcos de Valdevez (Salvador), Vila Fonche e Parada;

– União das freguesias de Jolda (Madalena) e Rio Cabrão;

– União das freguesias de Padreiro (Salvador) e Padreiro (Santa Cristina);

– União das freguesias de Souto e Tabaçô;

– União das freguesias de São Jorge e Ermelo;

– União das freguesias de Monte Redondo, Guilhadeses e Santar;

– União das freguesias de Grade e Carralvova;

– União das freguesias de Vilela, São Cosme e São Damião e Sá;

– União das freguesias de Eiras e Mei;

– União das freguesias de Portela e Extremo;

– União das freguesias de Álvora e Loureda.

– Miranda

– Cabana Maior

– Vale

– Ázere

– Jolda (São Paio)

– Cendufe

– Távora (Santa Maria)

– Távora (São Vicente)

– Oliveira

– Prozelo

– Rio Frio

– Couto

– Aguiã

– Senharei

– Rio de Moinhos

– Sabadim

– Soajo

– Aboim das Choças

– Gondoriz

– Padroso

– Cabreiro

– Sistelo

– Gavieira

Actualização

De acordo com o site da Unidade Técnica (UTRAT), a lista apresentada não parece ser a mais correcta… Afinal Monte Redondo fica só e Távora Santa Maria une-se a Távora S. Vicente (numa proposta B).

Links:

Proposta

Anexo I- Mapa actual

Anexo III – Mapa da proposta A (Versão com as Távoras separadas)

Anexo IV – Mapa proposta B (Versão com a junção das Távoras)

Álvaro Amorim

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s